24 de jan de 2014

VERMIFUGAÇÃO


A dosagem deve ser seguida conforme descrito na bula do medicamento ou conforme a orientação do médico veterinário.

O tratamento na maioria das vezes é de 3 dias consecutivos, porém você deve se ater aos dados informados na bula, pois cada medicamento pode estabelecer formas diferentes de aplicação.

O tratamento é bem simples, basta aplicar o produto na água e fornecê-la ao pássaro, sendo assim no período de tratamento com vermífugo devemos suspender o banho e o fornecimento de frutas e verduras, garantindo assim que a única fonte hídrica será a água com o vermífugo e a ração.

Atualmente vários tipos de vermes podem contaminar os pássaros, fiz abaixo uma lista dos vermes existentes e que são combatidos com os vermífugos disponíveis atualmente no mercado.

Singamos “Syngamus trachea”

Heteraquediose “Heterakis spp”

Ascaridiose “Ascaridia spp”

Capilariose “Capillaria spp”

Amidostomose “Amidostomum anseris”

Tricostrongiloses “Trinchostrongylus tenuis”

Devemos sempre estar atento aos sintomas de cada um desses vermes.


Veja alguns dos sintomas causados por vermes:

Tosse, bico entreaberto e pescoço estirado tentando reter o ar, cabeça trêmula, perda de apetite, emagrecimento, falta de ar, dificuldade de respirar, dispneia, fraqueza, emagrecimento, a ave quer tirar alguma coisa do bico, a ave sacode a cabeça, fica no chão do viveiro ou gaiola, os pássaros tentam expulsar os parasitas sacudindo muito a cabeça, a respiração fica difícil, rouquidão, sibilo, chiado, asas caídas, embolada, penas eriçadas, sangue na comissura do bico.





Outra dica importante para garantir a saúde do pássaro é nunca expor a ave a correntes de ar frio.







Nenhum comentário:

Postar um comentário